Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Revista Inominável

A revista para lá da blogosfera!

Qui | 12.07.18

Tanto mar entre nós... | H2omem

Baltazar imagem nova.jpg

antes de ser potável fui chuva e orvalho
ates no capim,

estive no ipê e no carvalho

escorri por aí antes de ser rio

longe movi monjolos
e pás de moinhos

antes de ser potável fui musgo

fui lamaçal em cachoeira
no fundo das grotas fui redemoinho
a fome do bagre no barranco do rincão

no longo remanso fui leito de ribeirão

sou movimento, minério ancestral

mas antes de ser potável fui salobra, 
mansa deslizei lentamente 
e comi nos barrancos uns bocados

de terra nas beiras do rincão

sou potável, o sonho de ser oceano
do cântaro para mãos

o suor de quem trabalha

em terra firme naufrago ao contrário 
se para o céu deserto aberto evaporo

nesse azul do sem fim sou praia ensolarada
do alto, molécula a retornar para ciclo da vida
sem nunca deixar de ser no éter breve eterna.

 

__________________________________________________________________

Publicado em Inominável nº 14

por Baltazar autor do blog Depois eu conta | BRASIL

Siga-nos no Bloglovin
 

1 comentário

Comentar post