Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Revista Inominável

A revista para lá da blogosfera!

Sex | 18.05.18

Anexo | Descontos e outras tentações

Inominável
O coração bate mais forte, o sorriso abre, em alguns casos um grito. Quem não sentiu ainda a felicidade de encontrar um ou mais livros da lista de desejos em promoção? Seja desconto directo, em cartão, saldos, feira do livro ou leilão de usados, para o leitor viciado é dia de festa. Dá vontade de contar a toda a gente, partilhar com os amigos, fazer inveja nas redes sociais. E aquele livro baratinho, baratinho, quase descontinuado, do autor favorito, muito difícil de encontrar? (...)
Qua | 14.03.18

Anexo | O que eu leio é comigo

Inominável
 Já aqui escrevi sobre os Direitos Inalienáveis do Leitor e, por ser um tema para mim tão irresistível, não posso deixar de regressar a ele. Não me canso de recomendar o “pequeno” livro de Daniel Pennac, “Como um Romance”[1], bíblia de qualquer leitor que se preze. Quando nos iniciamos na leitura, e seguindo a ideia de Pennac, é mais fácil que seja um livro mau a chegar até nós. Quem não se lembra das primeiras coisas que leu? (...)
Qui | 21.12.17

Anexo | O Natal e os Livros

Sofia Silva
O Natal tornou-se um fenómeno que começa cada vez mais cedo. Se quando eu era criança os preparativos começavam na semana anterior, mais coisa menos coisa, hoje em dia o evento é planeado com meses de antecedência. Esta situação tem um efeito diabólico nas crianças, que começam logo a chatear o Pai Natal e a sua mulher Popota com pedidos de tudo o que a publicidade (essa malvada) lhes enfia pelos olhos dentro. O efeito não é menos aterrador nos viciados em livros que, agora (...)
Ter | 07.11.17

Anexo | Ler a preto e branco

Sofia Silva
 A Inominável está em festa e, desta vez, em jeito de homenagem pelo (fantástico) percurso destes dois anos, decidi-me a escrever sobre livros (sim, sempre os livros) seguindo (ou tentando seguir) o tema.“Preto e Branco” dá pano para mangas e eu, esperando não me estar a meter num casaco de mangas muito justas, quero de alguma forma associar a leitura a estas cores. Bem, pensando melhor não são cores. São, talvez, a luz e a escuridão. Ora cá está um bom ponto de partida, (...)
Qui | 24.08.17

Anexo | Ir até ao fim

Sofia Silva
 Nem sempre vou até ao fim de um livro. Assumo-o, e é sem culpas que deixo um livro de lado. Porque se a vida é curta para as obrigações que já temos, para quê criar patamares de objectivos no nosso tempo livre? Sim, tempo livre, reparem bem, livre, de liberdade. Querem ser livres nas leituras ou ficar amarrados às vossas próprias teimosias? Se calhar falta a muita gente experimentar a sensação libertadora de deixar um livro a meio, de o colocar de lado numa substituição fria (...)