Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Revista Inominável

A revista para lá da blogosfera!

Seg | 11.06.18

Na Desportiva | Record imbatível

No dia 12 de Setembro de 1885, num jogo para a primeira ronda da Taça Escocesa, os Dundee Harp, a jogar em casa, bateram os Rovers de Aberdeen por 35-0. Um resultado que teria ficado para a história não tivesse, exactamente no mesmo dia e a 29km de Dundee, a equipa de Arbroath vencido o Bon Accord por 36-0 (não tivessem sido anulados sete golos à equipa da casa e o resultado seria 43-0). Arbroath continuaria até à quarta eliminatória da competição, marcando mais 19 golos em três jogos, para um total de 55. Um recorde que durou 117 anos, até ao dia 31 de Outubro de 2002.

Desporto 1.jpg

A disputar o ‘playoff’ de apuramento do campeão da THB Champions League, liga principal de Madagáscar, estavam as equipas US Ambohidratrimo, Demoina Soavina Atsimondrano, AS Adema e SO l’Emyrne. Os SOE, campeões em título, eram os principais candidatos à vitória final; no entanto, na penúltima jornada do ‘playoff’, encontravam-se a cinco pontos dos AS Adema, com quem iriam jogar no último jogo. Nos minutos finais do jogo entre SOE e USA, com l’Emyrne a vencer por 2-1, o árbitro marcou um penalti muito contestado a favor dos USA e o jogo terminou 2-2. L’Emyrne ficava a 4 pontos do primeiro lugar e Adema era coroado campeão.

Desporto 2.jpg
Equipa do AS Adema, actual detentora do record

 

Nos minutos iniciais do jogo da última jornada, entre Adema e l’Emyrne, o treinador do SOE, Ratsimandresy Ratsarazaka, irritado com uma decisão do árbitro e sentindo-se injustiçado pela maneira como perdera o campeonato, decidiu que o resto do jogo seria de protesto. A partir daí os jogadores do SOE jogaram sempre a bola para trás e remataram à própria baliza, sem que o guarda-redes se mexesse para evitar os auto-golos. A cada golo, repunham a bola ao centro e repetiam o processo. Assim o fizeram, 149 vezes. Uma média impressionante de um golo a cada 36 segundos. Os árbitros deixaram o jogo terminar, os jogadores do Adema nada podiam fazer a não ser ver e os adeptos iam saindo e pedindo o dinheiro dos bilhetes de volta. 149-0 foi o resultado final, um recorde que dificilmente será batido no futuro.

Desporto 3.jpg

O SO l’Emyrne foi proibido de entrar nas competições nacionais durante dez anos, o treinador foi banido da liga e proibido de entrar nos estádios durante três, e quatro jogadores foram banidos durante uma época. Todos os outros jogadores que participaram no encontro tiveram apenas um aviso. O árbitro não teve qualquer punição.

__________________________________________________________________

Publicado em Inominável nº 14

por Alexandre Alvaro, autor do blog Jogo do Sério

Siga-nos no Bloglovin