Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Revista Inominável

A revista para lá da blogosfera!

Ter | 13.03.18

Criador de Impossíveis | O Final

Carina.png

 

Ignis escutara a história com surpresa, mas não conseguia encontrar em si a raiva que devia sentir pela mentira. Sora era sua guardiã, sua mãe, sua protetora. Tinha-a afastado de uma vida de abuso e agira em função de um qualquer instinto materno e não por maldade. Mas Ignis também sentia que havia uma parte de si que não conhecia, uma parte de si que queria descobrir.

 

É claro que Sora não levou isto a bem e as discussões voltavam sempre. Não havia muito tempo para discussões, no entanto. Miguel ia embora e Ignis queria ir com ele. Queria visitar a terra lá em baixo, e sabendo que acreditava em Sora e Escarlate a cem por cento, sabendo que jamais quereria fazer parte de uma família que a maltratara e continuaria provavelmente a maltratar se Sora não a tivesse, simplesmente, trazido com ela para Aperos, queria saber onde a sua história tinha começado. Havia agora raízes nela sobre as quais ela nada sabia, e se não tentasse descobrir aquilo persegui-la-ia para sempre.

 

Escarlate, sempre a mais sensata, tinha ajudado Sora a aceitar a decisão. Tinha tratado de tudo com os líderes da aldeia; ainda ninguém sabia da presença de Miguel ali, e a partida de Ignis seria uma forma excelente de a manter um segredo. Partiriam os três: Miguel, Ignis e Sora. Mais tarde, Escarlate juntar-se-ia a eles. Precisava de fazer o primeiro turno da noite, precisava de garantir que mais ninguém via Miguel.

 

Na noite da partida, Escarlate beijou Sora e prometeu: vai tudo correr bem. Depois, apertando-lhe ligeiramente a mão, sorriu: espera por mim.

 

Viu-os afastarem-se noite dentro e muitas questões lhe passaram pela cabeça. A que mais a preocupava voltou várias vezes a ela durante aquela noite: quantas coisas perdemos com vista a fazer o bem?

 

A relação de Sora e Ignis iria aguentar aquilo, mas não sem mágoa. No entanto, de uma coisa tinha a certeza: mesmo sabendo o final das coisas, Sora faria tudo exactamente igual. E ela própria também.

 

No final, tal como com a decisão que tinham tomado em relação a Miguel, tudo correria bem.

 

Inominavel Fevereiro 2018.jpg

 

__________________________________________________________________

Publicado em Inominável nº 12

 por  Carina Pereira  autora do blog  Contador d'Estórias

Siga-nos no Bloglovin