Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Revista Inominável

A revista para lá da blogosfera!

Sex | 06.05.16

Trump

Todos temos noção do que está a acontecer no outro lado do oceano Atlântico, certo? O fenómeno Trump assombra os nossos pensamentos políticos e faz-nos ter vontade de fazer a saudação dos Jogos da Fome aos nossos amigos americanos. (Isto é, aqueles que têm cabeça e que sabem o quão estúpido Donald Trump é. Os outros, apenas podemos rezar para que não sejam suficientes para ele ganhar as eleições). Este fenómeno já está a começar a entrar no barco do fanatismo autêntico, com pessoas a serem maltratadas por não apoiarem Trump. O próprio Trump maltrata os seus opositores verbalmente. “Eu podia estar no meio da 5ª Avenida e dar um tiro a alguém, e mesmo assim não iria perder votos”. Sim, ele disse mesmo isso. O fanatismo chegou a este ponto. Referindo-se a um outro candidato à presidência, durante um dos seus discursos: “Olhem para aquela cara! Alguém iria votar naquilo? Conseguem imaginar aquela cara, a cara do nosso próximo presidente?”.

 

Venho falar-vos deste homem que está a causar uma revolução nos Estados Unidos (pelo mau sentido, importa referir). Donald Trump é filho de Fred Trump, um empresário americano que causou alguma controvérsia no seu tempo. Podemos concluir que Donald Trump sai ao paizinho, pelo facto de que em 1973 Fred Trump recebeu uma multa por se recusar a arrendar apartamentos a pessoas negras. Se esta família não existisse, tinha de ser inventada. Estes dois não vos fazem lembrar ninguém? Não? Já chegamos a essa parte. Pensem bem. Quem é que nós temos, na nossa história mundial, a ser racista, xenófobo, etc., e ainda com milhões de fanáticos a segui-lo?


George Takei, um ator dos Estados Unidos, postou um lindo texto que explica como Trump responderia à pergunta “Quanto é 2+2?”

“Tenho que admitir que muitas pessoas têm vindo a perguntar-me esta pergunta. Não, a sério. Muitas pessoas vêm ter comigo, e perguntam-me. Eles dizem, 'Quanto é 2+2'? E eu digo-lhes, olhem, nós sabemos quanto 2+2 é. Nós tivemos quase oito anos do pior tipo de matemática que possam imaginar. Oh, meu Deus, eu não consigo acreditar. Adições e subtrações de 1ª, 2ª e 3ª. É terrível. É simplesmente terrível. Olhem, se querem saber quanto 2+2 é, vocês querem saber quanto é 2+2? Eu digo-vos. Primeiro, o número 2, já agora, eu adoro o número 2. É provavelmente o meu número favorito, não, é mesmo o meu número favorito. Sabem que mais, provavelmente é mais o número dois mas com muitos zeros atrás dele. Muitos. Se estou a ser honesto, quer dizer, se estou a ser honesto, eu gosto bastante de zeros. Excepto o Marco Rubio, ora aí está um zero de que eu não gosto. Mas eu provavelmente não devia dizer isto. Ele é um homem simpático, mas ele é tipo, '10101000101,' e continua, assim. Ele é como um computador! Percebem o que estou a dizer? Ele é como um computador. Eu não sei, quer dizer, vocês sabem. Portanto, nós temos estes números todos, e nós podemos adicioná-los e subtraí-los e adicioná-los. Até os podemos MULTIPLICAR. Sabiam disso? Nós podemos multiplicá-los OU dividi-los, eles não vos dizem isso, e eu estou a dizer-vos, ninguém é melhor na ordem das operações do que eu. Vocês não iriam acreditar. Portanto, nós vamos ser os melhores a 2+2, acreditem em mim."

 

E agora vamos jogar um jogo. Chama-se “Ele disse mesmo isto??”. Eu vou dar 4 frases, e vocês vão tentar descobrir se há alguma que ele não disse.

“O conceito de aquecimento global foi criado pelos chineses, e para os chineses, para fazer com que a manufatura dos Estados Unidos não seja competitiva.”
“Eu já disse que se a Ivanka não fosse minha filha, talvez eu estivesse a namorar com ela.”
“Parte da beleza em mim é que eu sou rico.”
“Toda a minha vida tem sido um ‘não’ e eu lutei contra isso... Não foi fácil para mim... O meu pai deu-me um pequeno empréstimo de um milhão de dólares.”

imagem 1.png
A mãe Trump dá aos seus pequenos Trumps um pequeno empréstimo de um milhão de dólares...

 

Se alguém pensa? acha? que alguma delas é falsa, eu recomendo que recomece a ler este texto, porque parece que ainda não percebeu o que estou a tentar dizer sobre Trump.
E agora vamos à cereja no topo do bolo, o culminar deste texto. Mas vou pedir aos leitores que pensem um bocadinho na História. Qual é o sujeito cujas palavras criavam fanáticos, e que tinha um ódio incrível por um determinado grupo de pessoas? Que prometia tornar a Alemanha melhor, tal como Trump promete tornar a América? Pois... esse sujeito chamava-se Adolf Hitler (caso não tenham percebido já). Vamos ver as semelhanças entre estes dois indivíduos.

imagem 2.jpg

Adolf Hitler não achava que os Judeus eram verdadeiros alemães, tal como Trump não acha que os muçulmanos e outros imigrantes sejam verdadeiros americanos. Donald Trump acha que os imigrantes deveriam ser obrigados a usar identificações especiais. Ele propõe deportações em massa, e culpa os mexicanos por todos os males da América. Por esta altura está o Hitler a reclamar com Trump, a mandá-lo ter alguma originalidade. Por fim, passemos à única diferença crítica entre eles. Hitler descobriu que as deportações em massa não iriam resultar, e arranjou uma maneira mais eficaz de se livrar dos judeus. Todos sabemos qual foi essa maneira, certo? Agora, se pensarem um bocadinho nisto, vão descobrir que se o Trump ganhar as eleições, é exatamente isto que vai acontecer. Ele vai descobrir que as deportações em massa nunca iriam funcionar, e com o desprezo que ele tem pela vida dos outros, quanto tempo é que acham que vai demorar até termos de volta os campos de concentração?

imagem 3.jpg

______________________________________________________________________

Publicado em Inominável nº 3
por Maggie

Siga-nos no Bloglovin