Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Revista Inominável

A revista para lá da blogosfera!

Ter | 22.03.16

Romântica Madrid #2

ESTAÇÃO DE ATOCHA

MAD26.jpg

A história do edifício que abriga a estação ferroviária de Atocha remonta ao final do séc. XIX, e conta até com Gustave Eiffel como um dos colaboradores do seu projecto. É sem dúvida uma das mais belas estações de comboios do mundo, mas infelizmente saltou para as primeiras páginas dos jornais há já quase doze anos pelas piores razões – os quatro atentados quase simultâneos perpetrados por fundamentalistas islâmicos que fizeram 191 mortos e mais de 1700 feridos. O edifício principal, em tijolo, ferro e vidro, tem uns impressionantes 27 metros de altura e é arejado e cheio de luz. Em 1992 foram retirados do seu interior os terminais dos comboios e passou a funcionar apenas como zona comercial, com uma área central de 4000 m2 exclusivamente ocupada por um jardim tropical luxuriante, em que a atracção principal é um lago habitado por um sem-número de engraçados cágados.

 

MERCADO DE SAN MIGUELMAD24.jpg

Pioneiro no conceito, o Mercado de San Miguel tem bancas modernas com todos os produtos que é habitual encontrar num mercado e ao mesmo tempo uma variedade de balcões onde é possível petiscar ou até mesmo comer uma refeição completa. O próprio edifício, em ferro e vidro, está classificado como monumento. Lá dentro, é um prazer perdermo-nos nos corredores invadidos pelos cheiros mais diversos e apetitosos, provar aqui umas “tapas”, beber ali uma “caña”, e aproveitar para comprar algumas prenditas para os amigos ou aquele produto “gourmet” de que andávamos à procura há já algum tempo. Uma verdadeira festa para os sentidos.

 

 EL ESCORIAL

MAD42.jpg

É no sopé da serra de Guadarrama, a uma meia centena de quilómetros de Madrid, que encontramos San Lorenzo de El Escorial e o famoso Mosteiro com o mesmo nome. Declarado Património da Humanidade em 1984 pela UNESCO, a sua construção data de finais do séc. XVI e é um dos mais importantes monumentos renascentis-tas de Espanha. De envergadura imponente e rodeado de uma belíssima paisagem verdejante, o complexo do Mosteiro é um local absolutamente admirável e ao visitá-lo as horas passam sem darmos conta. Imperdíveis são a sua biblioteca, com vários milhares de livros e manuscritos antigos e uma impressionante abóbada pintada, a Basílica e o Panteão Real, a Sala das Batalhas com os seus magníficos frescos, e os palácios dos Áustrias e dos Bourbons. Nos palácios, o destaque vai para a maravilhosa colecção de tapeçarias (mais de trezentas) que cobrem completamente as paredes de várias divisões: desenhadas por artistas conhecidos, primorosamente executadas e em excelente estado de conservação, são obras de arte excepcionais. 

No exterior, o Jardim dos Frades, a Casa do Infante e a Casa do Príncipe merecem também uma visita. E para terminar, um passeio pelas ruas e ruelas da localidade, que pode ser aproveitado para petiscar num dos muitos restaurantes, cafés e bares que se encontram ao virar de cada esquina

 

JARDIM BOTÂNICO REALMAD34.jpg

Dedicado por vocação ao estudo e ensino da botânica, este jardim tem já mais de 250 anos de história e é mais um paraíso no meio da cidade. Dividido em várias zonas, cada uma com as suas característi-cas, nele encontramos cerca de 1500 espécies de árvores diferentes, plantas aromáticas e medicinais, uma horta, um roseiral, uma colecção de bonsais, várias estátuas e monumentos, e recantos surpreendentes ao virar de cada curva dos passeios. A entrada é paga, por isso o ambiente neste jardim é muito tranquilo e ideal para descontrair.

(todas as informações sobre o jardim estão disponíveis no website oficial em
http://www.rjb.csic.es/jardinbotanico/jardin/)

 

IGREJA DE SANTO ANTÓNIO DOS ALEMÃES

MAD35.jpg

Originariamente chamada de Santo António dos Portugueses, a igreja e o hospital adjacente deixaram de acolher os nossos compatriotas após a reconquista da independência em 1640, pelo que em 1689 foi cedida aos alemães católicos. Datada do início do séc. XVII, é única no género na cidade de Madrid – pela sua planta elíptica, e pelo interior barroco que ostenta a cúpula e todas as paredes totalmente cobertas por belíssimos frescos, de tal maneira imbricados nos elementos arquitectónicos da igreja que é difícil perceber onde começam uns e acabam outros. O efeito é absolutamente estonteante. A excelente escultura de Santo António com o Menino que preside ao altar principal foi, curiosamente, executada por um português: mestre Manuel Pereira, que também foi o autor da figura em pedra do referido Santo que ornamenta a (estranhamente sóbria) fachada exterior da igreja.

 

PLAZA MAYOR

MAD31.jpg

Coração do “casco viejo” de Madrid, a Plaza Mayor está completamente cercada por edifícios de três pisos de estilo neoclássico, pintados em vermelho-escuro e suportados por arcadas de pedra, e apenas é possível aceder-lhe através dos seus nove pórticos, dos quais o mais famoso é o Arco de Cuchilleros. Dominada no centro pela estátua equestre de Filipe III, é ponto obrigatório de visita e a animação é constante. Tem esplanadas, artistas de rua, tendas com exposições, e as lojas debaixo das arcadas mantêm ainda, na sua maioria, um ar tradicional. Um local perfeito para um café a meio da manhã ou um lanche. 

 

 

(e para planearem melhor a vossa visita a Madrid, estes sites serão com certeza muito úteis: www.turismomadrid.es; www.esmadrid.com/pt; http://desbravandomadrid.com/)

______________________________________________________________________

Publicado em Inominável nº 2
por Ana CB autora dos blogs Viajar. Porque sim.Gene de traça, e
A vida e outros acasos.

Participante no blog Aprender uma coisa nova por dia

Siga-nos no Bloglovin