Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Revista Inominável

A revista para lá da blogosfera!

Sex | 05.05.17

Musicalizando com... Paulo Sousa

Musicalizando com Paulo Sousa

 

O convidado da rubrica Musicalizando desta edição mostrou que, quando se quer, tudo se consegue.

E se é certo que um programa de televisão pode ajudar a lançar um artista e uma eventual carreira musical, também é verdade que com determinação e, acima de tudo, talento (dois atributos que não lhe faltam), se pode ir ainda mais além.

Deixo-vos com a entrevista a Paulo Sousa.

 

 

Paulo, partindo dos títulos dos teus quatro singles, como completarias estas expressões:

“Onde Quero Estar” – A fazer, a viver e a respirar música.

“Todos os Dias” – Quero acordar e perceber que continuo a viver o sonho.

“Não Me Deixes Ir” – Que eu prometo não falhar.

“Eu Não Vou” – Desistir, nunca.

 

Lançaste até ao momento quatro singles, e todos eles fizeram ou fazem parte de bandas sonoras de telenovelas portuguesas. Como é que surgiram esses convites?

Sim, incrível! Não são convites. Todas as bandas ou artistas têm a possibilidade de enviar e submeter para aprovação temas da sua autoria e eu, felizmente, tenho tido a sorte (gosto de lhe chamar assim) de gostarem dos meus singles e de verem neles uma boa aposta para as telenovelas!

 

Musicalizando com Paulo Sousa

 

Estando neste momento tão focado na tua carreira musical, ainda há lugar para o ensino na tua vida?

O ensino, como formação, não. Pelo menos por agora! Não digo que, um dia, não volte às minhas raízes profissionais mas, neste momento, não me vejo nesse papel.

 

O primeiro single foi lançado em novembro de 2015. O mais recente, em janeiro deste ano. Gostas de ir apresentando o teu trabalho com calma, à medida que o vais fazendo, e deixar que o público interiorize cada tema?

Precisamente! Não tenho pressa em lançar um álbum, até porque nos dias de hoje, em que é tudo tão digital, os lançamentos dos singles acabam por ser a melhor estratégia. Ainda assim, quero compilá-los e ter um álbum, claro! Quero, acima de tudo, que a música se vá cimentando e que tudo fique bem estruturado e com bases fortes.

 

Consideras que as redes sociais e as plataformas digitais têm um papel cada vez mais fundamental e importante na divulgação do teu trabalho enquanto artista?

Totalmente! Sempre fui um amante das redes sociais e cada vez mais percebo a importância delas, nomeadamente para partilhar informações, concertos, novos singles, entre outros. Numa altura em que há tantos novos artistas e tanta informação online, é cada mais importante ter uma base de seguidores para conseguirmos mostrar, a quem gosta de nós, o que andamos a fazer.

 

Musicalizando com Paulo Sousa

 

Todos os temas apresentados até ao momento são da tua autoria?

Não. O meu primeiro tema foi escrito pelo Pedro Gonçalves e os seguintes, aí sim, sempre os escrevi, juntamente com Isaac Goge. Desde então que faço questão de estar no processo de criação e de sentir que a música é minha.

 

Que feedback tens recebido relativamente ao teu trabalho? O público está a gostar?

Tem sido uma jornada incrível. O feedback tem sido muito positivo e acho que sou um sortudo por ter os seguidores (e ouvintes!) que tenho! É tão bom estarmos a fazer aquilo de que mais gostamos e sermos recompensados com tanto carinho e admiração!

 

Para quando o teu primeiro álbum?

Não sei ao certo, mas um passarinho contou-me que é provável que saia ainda este ano.

 

Que objetivos gostarias de ver concretizados em 2017, a nível musical?

Quero lançar novos singles, quero sair da minha zona de conforto, quero pisar novos palcos, quero fazer colaborações... tanta coisa!

 

Agradecimento: Farol Música

 

 

 

 

 

 

____________________________________________________________________

Publicado em Inominável nº 7
por Marta Segão, autora do blog Marta O meu canto e participante no blog Clube de gatos

Siga-nos no Bloglovin