Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Revista Inominável

A revista para lá da blogosfera!

Ter | 23.02.16

Menor que 3 (continuação)

 

Um conto virtual, fantástico e piroso

(continuação)

 

Jogaram a tarde inteira juntos, despachando  vilões à velocidade tremenda que os poderes de ambos permitiam.

 

[Spartan]: Hey, I have to go now.. :-(
[Fuzzybunny]: y, me 2
[Spartan]: I really enjoyed questing with you, can I add you to my friends list? Maybe we can quest some more if you want?
[Fuzzybunny]: y, ok, i here tomorow
[Spartan]: Ok, I'll see you tomorrow then, if not sooner! ;-)
[Fuzzybunny]: kk, bye, ty!
Spartan added to friend list.
Spartan has gone offline.
Fuzzybunny has gone offline.
[Fuzzybunny] has come online.

 

Fuzzybunny, fiel à espécie de compromisso feito com o seu companheiro, entrou no jogo no dia seguinte, mas este ainda não estava online. Decidiu esperar. A verdade é que apreciara imenso a companhia daquele estranho, já que ele mantivera uma espécie de conversa agradável a que Fuzzybunny respondera omelhor que sabia. Sentiu-se inesperadamente decepcionado por o seu mais recente colega não estar disponível para jogar ainda, aparentemente. Esperou uns 20 minutos, tratando doutros assuntos. Decidiu depois aventurar-se sozinho.

 

[Spartan] has come online.

 

"Ah! Finalmente! Deixa lá ver se ele fala comigo..."

 

[Spartan]: Hey! Good afternoon! Are you busy? Wanna go kill some baddies? :-D
[Fuzzybunny]: hi, yes, lets go xD

 

A falta de expressividade escrita de Fuzzybunny não era análoga à excitação subconsciente que sentia ao saber que mais uma tarde de diversão certa se avizinhava.

Nos tempos seguintes, Fuzzybunny e Spartan tornaram-se aventureiros inseparáveis, e progrediam a igual passo na sua ascensão até ao nível máximo do jogo, derrotando milhares de inimigos, contornando desafios, avançando nas suas capacidades e explorando novas zonas magníficas do jogo. Interagiam tanto que até o inglês de Fuzzybunny melhorou, o que permitiu numa conversa banal específica fazer duas descobertas inesperadas.

 

[Spartan]: This new area we're in looks so much like my country!
[Fuzzybunny]: ah really? i never asked you where you from, actually...
[Spartan]: Oh? yeah... I think we never discussed it... I'm from Portugal :-)

 

Fuzzybunny arregalou os olhos, duvidando do que lia. Há dois meses que falava em inglês com um português como ele!

fb_sp_1.png

 

[Fuzzybunny]: lol, mas entao es portugues? xD ganda cena

[Spartan]: Olha... essa agora! LOL
[Spartan]: Temos andado feitos tontos a falar inglês quando afinal!... Quer dizer, para ser mais correcta tenho de dizer que sou portuguesa, com "a" no fim :-)

 

Nenhuma afirmação poderia ter fulminado Fuzzybunny com maior efeito. Uma portuguesa? Uma rapariga? Num jogo online de fantasia medieval?

 

[Fuzzybunny]: ganda cena xD

 

O facto, objectivamente irrelevante, foi para Fuzzybunny um factor que cada vez mais o motivava a jogar aquele jogo específico, pois sentia naquelas aventuras digitais com uma portuguesa misteriosa um alívio desconhecido, como se aquelas horas o completassem, se não  como homem, como ser humano. Isto tudo sem sequer ter noção do aspecto dela ou da sua voz. A personalidade amistosa, extrovertida,  divertida e inteligente dela atraía-o. Quando sozinho, punha-se a suspirar sem querer enquanto esperava pelas palavras mágicas:

 

[Spartan] has come online.

 

Houve sucessos e insucessos. Houve dias melhores e piores. Num dia eram devorados por um dragão. Noutro encontravam um artefacto raro e poderoso. Mas faziam tudo juntos. Alguns meses depois chegaram finalmente ao nível máximo, mas nem aí o desafio era menor, pois havia sempre alguma coisa a fazer. Concordaram em usar um programa para comunicarem vocalmente. Aí ele ouviu-lhe a voz pela primeira vez, que resplandecia a mesma personalidade que observava no mundo virtual. Finalmente souberam os nomes verdadeiros um do outro. Que interessava, enfim? A única coisa que sabiam era que já não sabiam jogar um sem o outro, tão habituados estavam. Os dias, semanas e meses passavam-se. A amizade entre os dois solidificara-se. Apenas uma coisa restava.

 

[Fuzzybunny]: olha la, queria perguntar te uma coisa
[Spartan]: Claro! Diz lá
[Fuzzybunny]: sabes que vai fazer um ano que a gente se conhece?
[Spartan]: Olha.. a sério!? Já tanto tempo? Nem me lembrava :-)
[Fuzzybunny]: pois, eu estava a perguntar me se nesse dia nao gostarias de combinar qualquer coisa, no "mundo real" xD
[Spartan]: Ah..
[Spartan]: Bom... calha a que dia? Não sei, desculpa :-/
[Fuzzybunny]: dia 14 fevereiro

 

A resposta tardou. O simbolismo do dia não escapara a Spartan.

 

[Spartan]: Sim, pode ser :-)

 

Combinaram o local e a hora.

Naquele dia de S. Valentim, nem Fuzzybunny nem Spartan ficaram online. Nem estiveram sozinhos.

 <3

 

fb_sp_2.png

 

 

Notas do autor:

Um jogo MMO (Massive Multiplayer Online Game) é qualquer jogo que tenha uma grande quantidade de jogadores num mesmo mundo virtual. O diálogo está escrito de forma a imitar o mecanismo de chat típico de um MMO, ou seja, "[nome_personagem]: mensagem". Outras mensagens de jogo relevantes podem também aparecer no chat. Os erros ortográficos e gramaticais no diálogo de Fuzzybunny são propositados. A utilização de abreviaturas no chat facilita a comunicação, pois são rápidas de escrever e ler. Algumas traduções:

  • y - "Yes" ou "Yeah"
  • u - "You"
  • ty - "Thank you"
  • gl - "Good luck"
  • np - "No problem"
  • k ou kk - "Ok"
  • 2 - "too"

______________________________________________________________________

Publicado em Inominável nº 2
por Rei Bacalhau que participa no blog O Bom, o Mau e o Feio

Siga-nos no Bloglovin