Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Revista Inominável

A revista para lá da blogosfera!

Sex | 22.01.16

Eu, o cinema e o Natal #2

Desde aquele tempo mundialmente conturbado até aos dias de hoje muita coisa mudou na sétima arte, especialmente a forma como esta se dedicou a mostrar o Natal: uma época de paz e harmonia, e onde palavras como solidariedade, amizade ou família parecem fazer sentido.

Todavia, nos últimos vinte, trinta anos surgiu uma espécie de “praga” cinematográfica a que deram o pomposo nome de “Comédias Românticas”. Uma “espécie” de sétima arte claramente muito pobre mas à qual a maioria dos actores não nega a sua presença. E que conta com imenso público!

Entretanto, no dealbar dos anos noventa, e destoando um pouco das matrizes já conhecidas para as películas de Natal, surgiu um filme a que baptizaram de “Home Alone”. O estrondoso sucesso das aventuras de Kevin, ao tentar defender a sua casa contra dois ladrões na véspera do dia de Natal foi tal que, ainda hoje, não há estação de televisão que não exiba o filme durante as festas natalícias. Tornou-se quiçá tradição…

Talvez a faixa musical deste filme não seja o seu prato forte, porém fica no ouvido aquele som melodioso de uma caixa de música antiga.

Seguiram-se-lhe algumas réplicas desta película, mas apenas uma delas foi concebida com os mesmos actores (mas sem o mesmo impacto e sucesso) e passada também na época natalícia. Trata-se justamente de “Home Alone 2”.

Mas das festas que se aproximam não conta unicamente o Natal. Há outrossim o Ano Novo. E aqui as nossas televisões variam na escolha dos seus filmes para exibirem madrugada fora. Desde o “Ghostbusters” ao “Back to the Future” e passando pelas “Aventuras de Indiana Jones”, tudo é possível nas longas noites de um novo ano.

Não se esqueçam de que o cinema não é só a arte de colocar em imagens sentimentos, mas vê-los placidamente desfilar na nossa frente.

Bom… em forma de conclusão convido-vos a que a época que se aproxima seja muitíssimo bem aproveitada. Deste modo, procurem bons filmes, boas músicas e tenham assim umas Festas Felizes.

A gente lê-se por aí!

 

Texto de José da Xã autor dos blogs LadosAB e José da Xã. Participante nos blogs O Bom, o Mau e o FeioA Três Mãos e És a nossa Fé! e publicado na Inominável nº 1

Siga-nos no Bloglovin