Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Revista Inominável

A revista para lá da blogosfera!

Seg | 16.01.17

Costa Rica: fogo nos trópicos #2

Rincón de la Vieja

Rincón de la Vieja 1.jpg

Na província de Guanacaste, a apenas 25 km de Liberia, o Rincón de la Vieja é na realidade uma cordilheira com nove crateras. A mais elevada é a de Santa Maria, com 1916 metros, e a mais activa a de Von Seebach.

Depois de algumas décadas relativamente calmas, o Rincón de la Vieja voltou a aumentar a sua actividade em 2011, e desde 2015 que tem estado continuamente em erupção. Por essa razão, actualmente apenas os trilhos situados no sopé estão abertos aos visitantes do parque. Há uma fonte natural de águas quentes sulfúricas e cascatas com pequenas piscinas onde é possível tomar banho.
E as poderosas forças geológicas do vulcão podem ser observadas nas piscinas de lama borbulhante que existem a poucos quilómetros da fonte termal.

Poás

Poás 1.jpg

A característica mais marcante do vulcão Poás é a sua cratera de ácido verde, a Laguna Caliente, um dos lagos naturais mais acídicos do mundo, com um pH por vezes próximo do zero. A segunda cratera, Botos, situada no lado sul, está inactiva e forma um belíssimo lago de água azul muito fria que escorre pela encosta e entra pela floresta nublada circundante para se transformar depois no rio Sarapiqui.
O Poás é um dos vulcões mais acessíveis da Costa Rica e é possível subir mesmo até à beira da cratera, sendo por isso mesmo um dos mais visitados.
Recentemente, na manhã do dia 25 de Julho de 2016, ocorreu uma pequena explosão freática na cratera quente. Devido às emissões de gás sulfúrico, o parque encontra-se por vezes encerrado ao público.

Irazú

Irazú 1.jpg

A característica mais marcante do vulcão Poás é a sua cratera de ácido verde, a Laguna Caliente, um dos lagos naturais mais acídicos do mundo, com um pH por vezes próximo do zero. A segunda cratera, Botos, situada no lado sul, está inactiva e forma um belíssimo lago de água azul muito fria que escorre pela encosta e entra pela floresta nublada circundante para se transformar depois no rio Sarapiqui.

O Poás é um dos vulcões mais acessíveis da Costa Rica e é possível subir mesmo até à beira da cratera, sendo por isso mesmo um dos mais visitados.
Recentemente, na manhã do dia 25 de Julho de 2016, ocorreu uma pequena explosão freática na cratera quente. Devido às emissões de gás sulfúrico, o parque encontra-se por vezes encerrado ao público.

Mas os vulcões são apenas uma das muitas razões para visitar a Costa Rica. Este país, que é uma das 22 democracias mais antigas do mundo e um dos poucos que não tem exército, ocupa também lugar cimeiro na classificação do Índice de Desempenho Ambiental, pela sua sustentabilidade e pelas políticas ambientais que põe em prática. E existem planos para se tornar, em 2021, no primeiro país do mundo neutro em carbono.
Afinal, não é sem motivo que o lema da Costa Rica é 

costa-rica-motto-pura-vida-3.jpeg

Mais informações: Essential Costa Rica e Lonely Planet 

 

(início)

 ______________________________________________________________________

Publicado em Inominável nº 5

por Ana CB autora dos blogs Viajar. Porque sim.Gene de traça, e
A vida e outros acasos.

Siga-nos no Bloglovin