Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Revista Inominável

A revista para lá da blogosfera!

Ter | 04.07.17

Correio (pouco) Sentimental

1.png

 

Queridas dótôras,

A ‘nha filha Céline Teresa diz que faço mal em vos escrever porque diz que nã’são dótôras a sério, mas eu cá tenho gostado munto de ler os vossos conselhos.

O problema é o seguinte: vem aí o verão e o calor. Mais uma vez apetece-me ir para a praia chapinhar com os presuntos, mas sinto-me envergonhada, é a realidade. Fui mãe de três e se é verdade que a Céline, o Carlos Manel o Nuno Luís saíram fininhos, também é verdade que deixaram a mãe com mais barrigas que as que tinha.

O mê’Manel diz que eu devia lixar-me para os outros e comprar um biquini, que sonha ver-me de biquini como era d’antes e isso tudo – até arremelga os olhos a pedir-me. Ele sabe lá que o que vai ver...

O problema é este: nós somos pessoas antigas e de respeito. O amor faz-se às escuras, ao fim da noite, nos aniversários de casamento e quando ganha o Benfica (abençoado, este ano). O Manel vê-me vestida todos os dias e sente-me nessas ocasiões, mas enfim não me conhece os refegos a nu com o sentido da visão. Somos gente de respeito, não sei se já disse.

E por munto que eu também queira usar um biquini ou um daqueles fatos de banho da moda que parece biquini mas a parte da baixo pespega com a de cima numas tiras de trapo, tenho ainda mais medo que o Manel olhe para mim nesses preparos e me perca o amor.

E se há coisa que eu não queria era o desvórcio. A minha mãezinha que Deus tem havia de se entortar toda na campa. Mas nem é só porque entre os da ‘nha idade não se usa, que eu no outro dia vi o Goucha a falar que a gente tem é que se importar com a gente e deixar que os outros falem se quiserem. E a Cristininha gritou muito a concordar e eu sei que ela é desvorciada e só lhe fez bem que agora ‘tá cheia dos negócios e tem roupas novas daquelas da moda que nada dá com nada e tudo.

Só que eu gosto mesmo munto do Manel. Nã’sei se é por causa de estar já muito habituada a ele mas eu palavrinha que já nem me importo que ele tenha aquela barriguita de cerveja – apesar do Goucha dizer que o piritremo abdominal pode provocar ataques do coração e isso até me preocupa, pronto. Só que já sei como ele gosta da sopinha de feijão, com arroz em vez de massinhas, e deixo-lhe sempre a almofada velha no sofá para ele encostar a cabeça, adormecer e babar à vontade enquanto finge que vê a bola – que ele coitadinho até quer ver o Benfica a jogar, mas depois vem cansado da labuta e adormece, ressona e tudo, mas ai de quem lhe tire o comando das mãos. Aí acorda logo e faz o relato das últimas 29 jogadas e eu como, assim com’assim não percebo nada daquilo, já nem sei se ele estava mesmo a prestar atenção interior ou lá como dizem no tal de yoga as pessoas que fazem a medicação para relaxar mas estão acordadas.

E ele até me estima que eu bem sei. Traz sempre o pão mal cozido como eu gosto e leva-me o lixo para baixo, já sem eu ter de pedir. De tempos a tempos traz-me mais uma flor numa ocasião qualquer, mas traz-me sempre é gereberas e eu não gosto nada dessas, mas faço que sim para ele não ficar triste e então à próxima lá me calha a gerebera outra vez...paciência, não é? Podiam ser cactos...

De maneiras que é isto: uso biquini ou não, sabendo que o meu Manel às tantas desapaixona-se de mim, quer desvorciar-se e eu até gosto tanto dele que acho que se me esmigalha o coração se ele fizer isso e eu com esta idade já nem sei o que faça da vida sem ele (só se for lá bater palmas para o pugrama da manhã com o Goucha e a Cristina)?


Com licença,

Rosa Idalina

 

 

Olá cara Rosa Idalina,

Em primeiro lugar não somos doutoras, só pessoas ao dispor para a aconselhar o melhor que podemos e sabemos - e também depende dos dias.

No entanto podemos dizer-lhe algumas coisas que talvez ajudem a que resolva ao seu dilema.

A primeira coisa a dizer é que a Rosa Idalina é que tem de se sentir bem com o seu corpo e com o que veste. Portanto se quer tanto como o seu Manel usar um biquini este ano, força. Se for só por ele e depois se vai sentir como um peixinho (vá, um peixe bem carnudo) fora de água, não vale a pena, ele há-de respeitá-la como respeitou até aqui.

E a outra questão é essa do respeito. Quando diz que se respeitam muito, deixe-me explicar-lhe que isso não invalida que pratiquem o ato amoroso mais repenicado com mais luz e menos roupa. Proponho que trate disso o mais rapidamente possível. Comece por adicionar uma luzinha, tipo o visor do telemóvel aceso, passe para uma vela, um dia acenda mesmo o candeeiro e vai ver que em menos de nada já está em plena luz do dia a coçar as comichões baixas.

Não se preocupe. O seu Manel não a vai deixar por lhe ver alguma...prega de amor. Às tantas até a vai respeitar mais. Afinal, se a Rosa Idalina gosta do seu Manel mesmo com a barriguinha porque não há-de ele gostar de si com as suas?

Em caso de dúvida, repita o mantra do anúncio da manteiga “se eu não gostar de mim, quem gostará?” e dê uma boa mirada ao espelho até estar convencida que mais vale usar biquini que ir bater palmas ao Goucha.

Boa sorte!

As dótôras.

 

 

______________________________________________________________________

Publicado em Inominável nº 4
pelas nossas consultoras Maria das Palavras autora dos blogs Maria das Palavras e Consultório de Prendas.  e M.J. autora do blog E agora? Sei lá!
Ambas participam no blog Aprender uma coisa nova por dia

Siga-nos no Bloglovin